PARÁSITOS EN REPTILES DEL CENTRO DE CONSERVACIÓN Y REHABILITACIÓN DE ANIMALES DE VIDA SILVESTRE DE UNA UNIVERSIDAD PÚBLICA-BRASIL

Autores/as

  • Sandra Márcia Tietz Marques Laboratório de Helmintologia Veterinária. Faculdade de Veterinária/Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil. Avenida Bento Gonçalves, 9090 CEP 91540-000 Porto Alegre.RS Brasil
  • Jacqueline Meyer Discentes da Faculdade de Veterinária. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil.
  • Luiza de Campos Menetrier Discentes da Faculdade de Veterinária. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil.
  • Mary Jane Tweedie de Mattos Laboratório de Helmintologia Veterinária. Faculdade de Veterinária/Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil. Avenida Bento Gonçalves, 9090 CEP 91540-000 Porto Alegre.RS Brasil

DOI:

https://doi.org/10.24039/rnh20211521198

Palabras clave:

Brazil, Crocodylia, Helminths, Reptiles, Squamata, Testudines

Resumen

A clínica médica de répteis tem crescido nos últimos anos, seja pelo atendimento de animais de vida livre em centros de reabilitação ou pela aquisição como pets. O conhecimento da fauna parasitária da Classe Reptilia é importante para identificação de agentes patogênicos e terapêutica efetiva. Foram coletadas amostras fecais de 35 animais das Ordens Crocodylia (N= 3), Squamata (N=3) e Testudines (N=29) atendidos de 2013 à 2018 no Núcleo de Conservação e Reabilitação de Animais Silvestres (PRESERVAS) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Amostras fecais foram processadas pelos métodos de Willis, Lutz e Sheather no Laboratório de Helmintologia da UFRGS. A porcentagem de amostras positivas foi de 17, 14 % (6/35): três Trachemys dorbogni (Duméril & Bibron 1835) apresentando Serpinema spp., Physaloptera spp. e Strongyloidea, respectivamente; dois Caiman latirostris (Daudin, 1802) com Strongyloides spp. e Augusticaecum spp., respectivamente é uma Iguana iguana (Linnaeus, 1758) com Eimeria spp. Este estudo amplia a lista de parasitos em répteis do estado do Rio Grande do Sul.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Descargas

Publicado

2021-08-27

Cómo citar

Tietz Marques, S. M. ., Meyer, J. ., de Campos Menetrier, L. ., & Tweedie de Mattos, M. J. . (2021). PARÁSITOS EN REPTILES DEL CENTRO DE CONSERVACIÓN Y REHABILITACIÓN DE ANIMALES DE VIDA SILVESTRE DE UNA UNIVERSIDAD PÚBLICA-BRASIL . Neotropical Helminthology, 15(2). https://doi.org/10.24039/rnh20211521198